06-09-destaque

5 maneiras de ensinar sobre empatia para as crianças

Olá, papais e mamães!

Vocês já ouviram falar de empatia? É uma palavrinha muito importante para todos nós! Empatia é o ato de se colocar no lugar das outras pessoas, por meio de sentimentos que fazem parte do dia a dia de todos nós, mas que são difíceis de compartilhar. Ensinar sobre empatia para as crianças é contribuir com um mundo habitado por pessoas melhores, íntegras e com inteligência emocional, o ingrediente essencial para termos sabedoria e compaixão nas nossas relações. Por isso eu trouxe algumas dicas para ajudá-los nessa missão:

1) Faça o exercício de olhar para o outro   
Leve os pequenos a um lugar público, bem movimentado, e faça um exercício de observar as pessoas com eles. Faça perguntas que os levem a reflexões sobre a vida das pessoas que passam, de acordo com o caminhar, as expressões e as situações em que elas estão inseridas. O que você percebe nessas pessoas? Será que ela está triste? Onde será que ela está indo?

2) Dê importância aos sentimentos deles   
A ideia de ensinar por meio de exemplos é sempre válida para as crianças, em diversas situações. Pergunte a eles como se sentem em cada momento e você estará ensinando-os a fazerem isso com as outras pessoas. Valorizar os nossos próprios sentimentos e os dos outros é muito importante.

3) Use livros e filmes
Todo o material que permite aos pequenos aflorarem a imaginação é matéria prima para o desenvolvimento da empatia. Ao assistirem filmes ou ouvirem histórias eles exercitam o ato de se colocarem no lugar das personagens, de entrarem em mundos diferentes dos deles, e sentirem o que outras pessoas estão sentindo.

 4) Evite comportamentos autoritários ou permissivos
Comportamentos impositivos comunicam à criança que ela não é considerada e que os sentimentos dela não são importantes. Por outro lado, ser muito permissivo apenas mostra a elas que os próprios desejos e necessidades devem estar acima de tudo e todos. O caminho do meio é o ideal: estabelecer regras conscientes, sempre explicando o porquê elas são importantes para a criança e todos a sua volta.

5) Apresente soluções práticas
Em determinadas situações onde os pequenos não exerçam empatia, mostre a eles na prática como isso poderia ser feito por outro caminho. Em um conflito com um amiguinho, por exemplo, explique que eles sempre podem dialogar e resolver juntos o que quer que esteja motivando a briga.

Com pequenas mudanças na vida das crianças é possível ensiná-las sobre como é importante olharmos ao nosso redor e cuidarmos não somente das pessoas com quem nos relacionamos, mas também daquelas que atravessam o nosso caminho, na medida em que podemos. Pequenos atos podem fazer grandes mudanças.

Gostaram das minhas dicas?
Beijinhos de morango! <3

Comentários